F:\PRODUÇÕES\2022\MJ - MAI 22\REGIMENTO IMORTAL..jpg
África SubsaharianaArtículosEste de Europa

¡Regimiento Inmortal en África! Martinho Júnior

 

REGIMENTO IMORTAL EM ÁFRICA!

HÁ QUE LEMBRAR OS CAÍDOS QUE SE BATERAM DE ARMAS NA MÃO PELA LIBERTAÇÃO DO CONTINENTE, DO COLONIALISMO, DO FASCISMO, DO “APARTHEID”, DO NAZISMO E DE TODAS AS SUAS RESPECTIVAS SEQUELAS, DE ARGEL AO CABO!

O Dia da Vitória é um marco-memória da história da humanidade, um marco-memória para todos os povos e em especial os que tiveram de arrancar a sua liberdade por via duma épica luta de armas na mão!

O Dia da Vitória é também um marco-memória para todos os que levam por diante a legitimamente justa mudança de paradigma, dando oportunidade à descolonização mental de todas as nações, estados e povos que compõem a humanidade!

 

DIA DA VITÓRIA EM MARIUPOL E KHERSON

No preciso momento em que em Moscovo desfilavam os soldados que representam a vitória de todos os povos sobre o fascismo e o nazismo das potências do Eixo, realizaram-se cerimónias nas zonas libertadas das Repúblicas Populares de Donetsk e Lugansk, no Donbass em luta…

A sanha neonazi tentou impedir as cerimónias em em Kherson, lançando 8 mísseis contra as cidade, mísseis esses interceptados e abatidos pelas forças libertadoras do Donbass…

O Embaixador russo na Polónia sofreu uma investida de neonazis polacos e ucranianos que o agrediram, insultaram e o atingiram com tinta no momento solene de depositar uma coroa de flores no local que marca a libertação da Polónia do nazismo do IIIº Reich…

As cargas de ódio são visíveis, estão já disseminadas e os seus incentivadores-mor estão no outro lado do Atlântico, movidos pela sua irredutível arrogância imperial, imbuídos eles próprios, em desespero de causa, da ideologia neonazi, em pleno século XXI!

Os povos das cidades libertadas reuniram-se nas cerimónias honrando o nexo da libertação de há 77 anos, com as batalhas do presente, como se fosse uma só batalha envolvendo a comoção libertária geração após geração!

Há oito anos que os neonazis implantados na Ucrânia com o golpe de estado em Kiev por força do império da hegemonia unipolar, não só impedem as comemorações do Dia da Vitória, mas todas as legítimas manifestações que honram o passado, a história e a vitória comum dos povos europeus e de todo o mundo, sobre a barbárie nazi e fascista!

Em Mariupol e Kherson o Regimento Imortal vai um dia desfilar misturando as fotografias dos que morreram pela sobrevivência da civilização na IIª Guerra Mundial, com as fotos dos que morreram em 2022 pela dignidade e a civilização em nome da Segurança Vital Global que tarda, quando todas as nações, estados e povos deveriam respeitar em uníssono a Carta das Nações Unidas que a hegemonia unipolar rejeita a favor das regras de seu domínio feudal com doses neonazis!…

 

REGIMENTO IMORTAL POR TODO O SUL GLOBAL.

Em várias cidades do mundo o Dia da Vitória sobre as hordas fascistas e nazis é comemorado por que o conteúdo da libertação por via da luta armada é um conteúdo histórico alargado e sensível, que se vai complementando, unindo todos os mais recônditos rincões do mundo: a vitória na IIª Guerra Mundial só vai ficando completa com a libertação de todo o Sul Global, eminentemente Não-Alinhado, algo que ganha novo vigor com a mudança de paradigma!

Conforme assumíamos em África – “A Luta Continua”!

A Federação Russa é Não-Alinhada desde a dissolução do Pacto de Varsóvia e a implosão da União Soviética e, enquanto emergente no Sul Global, é um vector de multilateralidade e de respeito para com todas as nações, estados e povos, em função da própria Carta das Nações Unidas, reconhecida por todos, mas subvertida pela hegemonia unipolar!

De entre as várias comemorações no Sul Global destaco a de Caracas e a de Havana!

Em Caracas por que há uma data que coincide em anos tão distintos como o de 1961 em Luanda e o de 1992 em Caracas, autênticos marcos históricos que são um virar de página para os povos irmãos de Angola e da Venezuela Bolivariana…

Essa é mesmo a fonte de inspiração do Círculo 4F!

Em Havana por que o povo cubano e a sua revolução estiveram com a luta de libertação em África, de Argel ao Cabo, com tanto empenho e solidariedade que a essa causa deram a sua vida mais de 2000 de seus melhores filhos, alguns deles, como o Comandante Argulles com seus restos mortais repousando em solo africano!…

A dívida de Cuba para com África, deve ser não só reconhecida na sua dignidade por todos os africanos, mas os africanos em reciprocidade, devem expressar sua gratidão, sua solidariedade, seu carinho e seu amor para com um povo que não regateou esforços, nas condições e conjunturas mais difíceis, para que África se visse finalmente livre de colonialismo e “apartheid”!

Os protagonistas da vitória na Grande Guerra Patriótica desfilam em cerimónias realizadas pelas autoridades de cada país, em estreita conexão com os serviços diplomáticos russos, cujos membros evocam os seus próprios antepassados que morreram em defesa da URSS na IIª Guerra Mundial!

Se as cerimónias evocassem também os progressistas caídos em luta de libertação, ou em função da luta pela justiça social em cada país, então a mobilização multiplicar-se-ia e o movimento alargar-se-ia imparável, justamente por todo o Sul Global!…

Nesse sentido há que lembrar muito mais sagas, como por exemplo a da República Popular da China, a da República Popular da Coreia, a do Vietname heróico, a da Indonésia, a da Jugoslávia, a da Nicarágua Sandinista…

Todas as lutas de libertação enriquecem os valores inerentes à memória do Dia da Vitória, por que sem a vitória sobre o nazismo e o fascismo na IIª Guerra Mundial teria sido muito mais difícil a descolonização, que em muitos casos só se pôde realizar com recurso às armas, ou alcançar-se numa plataforma patriótica de socialismo, expoente e farol para toda a humanidade!…

 

RREGIMENTO IMORTAL EM ANGOLA.

Por todo o Sul Global há sobejos motivos para celebrar o Dia da Vitória sobre o nazismo, com marchas de Regimento Imortal… em Angola também!

De facto a luta armada de libertação foi sendo assumida pelos povos desde o início do ataque atómico a Hiroshima e Nagasaki, já com o Japão Imperial derrotado, por que esse acontecimento genocida marca o início da IIIª Guerra Mundial não declarada do império da hegemonia unipolar contra o Sul Global que se haveria de proclamar Não-Alinhado… e a história contemporânea de Angola é disso também um fiel exemplo!

Em Angola além do mais é sintomaticamente percebido o que é movimento popular de libertação em África e o que é etno-nacionalismo!

O etno-nacionalismo é um produto colonial inerente à “africanização da guerra” quando a barbaridade foi entrando na sua fase de declínio e desespero e tinha de fazer tudo para implantar redes de influência que, de acordo com o modelo gerado e apreendido no âmbito da NATO, passaram a ser autênticas “redes stay behind ultramarinas”, disponíveis para o exercício do domínio da hegemonia unipolar até nossos dias!…

Como se isso não bastasse, Angola experimentou e continua a experimentar o que é o capitalismo neoliberal e a simbiose que existe entre o choque e a terapia nos termos e conteúdos neoliberais!…

A mudança de paradigma, fenómeno que passa também a ser transversal a todas as sociedades, vai-se demarcar não só de etno-nacionalismos, mas também da armadilha neoliberal que foi gerada pela hegemonia unipolar desde o início da década de 90 do século passado, já lá vão mais de 30 anos!…

Numa manifestação nos termos do Regimento Imortal, em Angola poderiam desfilar os descendentes dos internacionalistas que deram a sua contribuição heroica pela libertação da pátria de Agostinho Neto e dos povos de toda a África Austral, como outrossim os descendentes dos protagonistas das várias fases da luta popular de libertação contra o colonialismo, contra o “apartheid” e contra as respectivas sequelas!…

 

EXCERTO DE MINHA INTERVENÇÃO NO 76º ANIVERSÁRIO DO DIA DA VITÓRIA

“BREVE APONTAMENTO

A sorte do continente africano foi jogada com a IIª Guerra Mundial, uma vez que a maior parte do continente enquanto durou essa saga, esteve sob domínio das potências coloniais que firmaram as assinaturas das partilhas decididas na Conferência de Berlim!

Se as potências do Eixo, os nazis da Alemanha, os fascistas de Itália, (Espanha e Portugal, os estados ibéricos foram neutrais, mas se os nazis e os fascistas italianos ganhassem, iriam ser radicalmente influenciados) e os imperialistas nipónicos, também eles colonizadores, a sorte de África voltaria aos tempos da escravatura, ou ainda pior, sujeitando-se a contínuos genocídios ao jeito da actuação belga nos tempos da propriedade congolesa do Rei Leopoldo II, ou em semelhança ao que aconteceu com os hereros na Namíbia, durante a ocupação colonial alemã!

Mesmo assim, em função da instauração das suas redes “stay behind”, a NATO repescou correntes nazis e fascistas a ponto de, por exemplo, tornar Portugal, potência colonial, em seu membro fundador, muito antes do que actualmente está a aliciar na leste da Europa e particularmente nos estados Bálticos, na Polónia e na Ucrânia.

A vitória da União Soviética foi pois determinante para o vislumbre da libertação de África fora dos interesses do capital que erigiu o império, pelo que os africanos deveriam considerar que o dia 9 de Maio de cada ano deveria ser também motivo para ser muito melhor lembrado, particularmente os que fizeram a luta contra o colonial-fascismo português e tiveram depois que enfrentar um apartheid nazi na África austral, uma sequela do regime de Hitler!

Se a vitória soviética nas frentes ocidental e leste deu oportunidade à libertação do continente africano das potências coloniais, foi também um factor muito sensitivo para o carácter dessa libertação, abrindo-se à saga socialista em benefício de todos os povos da Terra, algo que os Estados Unidos, com o hegemon anglo-saxónico em ascensão às custas dos impérios coloniais, enviesada ou frontalmente contrariaram por via da instauração de domínio capitalista neocolonial!…

Por essa razão, desde o último dia da IIª Guerra Mundial que o poder crescente do hegemon move a IIIª Guerra Mundial contra o Sul Global, com todo o caudal de misérias que fazem perdurar!…”

 

UMAS POUCAS MEMÓRIAS PESSOAIS.

Neste momento, na modesta qualidade de antigo combatente do movimento de libertação em África, inclino-me perante a memória de tantos companheiros e camaradas caídos, muitos deles nas mais diversas frentes de combate, ou desaparecidos na voragem dos tempos…

Participei por exemplo, numa das colunas que rompeu até à fronteira norte de Angola em princípios de 1976, colunas essas compostas por angolanos e por internacionalistas, maioritariamente cubanos membros do MININT…

Modelos do tanque T-34, similares àquele que desfila em Moscovo a cada comemoração do Dia da Vitória abrindo o desfile militar, compunham o armamento principal dessa odisseia de libertação, alguns deles com remendos na sua blindagem, pois antes haviam sido utilizados em muitas outras batalhas em regiões distantes!…

Quando participei nos trabalhos operativos intensos no âmbito da Contra Inteligência da Segurança do Estado da República Popular de Angola, recordo ainda nossos assessores internacionalistas, entre eles um experimentado bolchevique, natural de Vladivostoque e marinheiro da Frota do Pacífico!…

Os nexos da vitória da Grande Guerra Pátria sobre o nazismo e o fascismo, reflectiram-se em todo o tipo de missões e operações em que participei no âmbito do movimento popular de libertação em África e no que ergueu a República Popular de Angola, então “trincheira firme da revolução em África”

Jamais renunciei a essa memória ardente, por que elas fazem parte duma longa luta armada de libertação, abrindo caminho, enquanto vanguarda, em benefício de toda a humanidade!…

Assim ergo as fotos dos meus companheiros e camaradas caídos em combate nas mais diversas linhas da frente nas praças ardentes da memória, participando ainda que virtualmente num Regimento Imortal que se distende desde a vitória da Grande Guerra Pátria da União Soviética sobre o nazismo e o fascismo na IIª Guerra Mundial e inunda até nossos dias todo o Sul Global, até aos mais recônditos lugares, um pouco como nos árduos caminhos trilhados pelo Che!

O NAZISMO IMPLÍCITO NA HEGEMONIA UNIPOLAR, RESSUSCITADO NA UCRÂNIA DO GOLPE DE MAIDAN EM KIEV, INSPIRADOR DE OUTROS PAÍSES COMPONENTES DA NATO ALARGADA DE EMBUSTE EM EMBUSTE À EUROPA DO LESTE, MERECE O REPÚDIO GLOBAL, NA HORA DE HONRAR O PASSADO E A NOSSA HISTÓRIA COMUM!…

 

Círculo 4F, Martinho Júnior, 9 de Maio de 2022.

Discurso do Presidente da Rússia na parada militar do 77º aniversário do Dia da Vitória da Grande Guerra Pátria (9 de maio de 1945) – http://kremlin.ru/events/president/news/68366

Imagem:

Crianças com o símbolo da vitória na Grande Guerra pela Pátria, durante a acção Regimento Imortal em Nur-Sultan, Cazaquistão, 9 de Maio de 2022 – https://br.sputniknews.com/20220509/marcha-do-regimento-imortal-ocorre-em-dezenas-de-cidades-em-todo-o-mundo-fotos-videos-22577912.html

 

Deja un comentario

Este sitio usa Akismet para reducir el spam. Aprende cómo se procesan los datos de tus comentarios.